De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

segunda-feira, setembro 26, 2016

Aqui ao lado

Quando me refugio em casa, a vontade de sair assola-me a todo o instante.
Não sendo possível por vezes dar esse passo, há sempre um motivo para visitar algo interessante aqui pertinho.
Cabaços – Ponte de Lima – 18setembro 2016
DSC04958



Motivo da saída: Festejar em família o aniversário do jovem Miguel.
Já nem lembrava que sendo neste dia a Festa na aldeia, o cortejo de oferendas despertou a minha curiosidade e desci para assistir ao Evento.

DSC04921DSC04924DSC04925DSC04926DSC04927DSC04928DSC04929DSC04930
Terra fértil e de paisagem rural. Assim é Cabaços, em Ponte de Lima, que durante o passado fim de semana promoveu mais uma festa das colheitas do “Samiguel”, com muitos visitantes e gente da freguesia a participar no agradecimento coletivo pelo que a terra produziu. São milhares de sementes que foram espetadas em nove quadros expostos na igreja paroquial e ainda em dois cestos festivos. Grãos de milho, grão de bico, sementes de eucalipto, feijão, tremoços e muitas outras sementes são conjugadas obedecendo a cores e formas que dão origem ao que identifica a freguesia de Cabaços muito além das suas fronteiras. No sábado, dezenas de pessoas juntaram-se durante a tarde para cortar o milho para a desfolhada realizada à noite no adro da igreja com sardinhas, caldo verde e vinho à disposição. Esse é um dos momentos altos da maior festa de Cabaços, garante o pároco, Agostinho Barros, que é o responsável pela escolha de todos dos desenhos os quadros e cestos do Samiguel. « E s t a festa mantém uma tradição de uma freguesia rural, ligada à agricultura e aos produtos da terra num tempo em que cada vez mais há emigração, sobretudo para França», referiu o pároco. «Nós apreciamos a terra por aquilo que ela nos dá e todos os anos a tradição bíblica diz-nos que os melhores produtos do Ano da Misericórdia colhidos da terra os devemos dar a Deus», continuou. foi o tema deste ano do Samiguel de Cabaços.
DSC04931DSC04932DSC04933DSC04934DSC04935DSC04936DSC04937DSC04938DSC04939DSC04940DSC04941DSC04942DSC04943DSC04944DSC04945DSC04946DSC04947DSC04948DSC04949DSC04950
‘’As melhores colheitas são entregues a Deus no Samiguel de Cabaços’’
(Título do Jornal Diário da Diocese)

DSC04951DSC04952DSC04953DSC04954DSC04955DSC04956
O cortejo das oferendas de domingo é um dos momentos mais aguardados do Samiguel, com o desfile das colheitas e ainda o leilão de vários tratores de lenha que chama muitos visitantes a Cabaços.
DSC04957
BRAGA


Enviar um comentário