De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) - África - -Angola - São Tomé e Príncipe (S. Tomé +Ilha Príncipe + Ilhéu das Rolas) - Ilhas - Madeira + Porto Santo + Açores (S.Miguel+Terceira+Pico)

sexta-feira, abril 19, 2019

Dia 8 a 16 - 30mar19 a 7abril19 e ainda 11, 13 e 14abril2019

Torreira

Crónica de Autocaravanista Itinerante
 

Dia 8 - 30mar2019 - BRAGA - Vila Verde - Freixo - Aver-o-Mar
A rotina agradável e habitual quando rumo a Braga.
Com o bom tempo a iluminar o dia, fui de novo ao encontro do Oceano.


A caminhada ao longo dos passadiços de praia com um arzinho de futebol 'regional' onde o árbitro é quase sempre brindado com nomes que não terá é um dos meus espetáculos divertidos e apetecíveis. 











 

Hoje, estranhamente, as gaivotas sumiram do areal? Onde andarão? 
A noite avizinha-se calma e retemperante. 
Percorridos: 415 Kms ( Dia 87 Kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante 
Dia 9 - 31mar2019 

- Aver-o-Mar - Esposende - BRAGA - Freixo - Braga - Porto - AFURADA (VN Gaia).
O amanhecer sem vento, apenas com uma brisa fresca, levou-me à pequena Feira de Aver-o-Mar, onde a Feirante de Etnia Cigana apregoa aos 4 ventos que é tudo a € 4,00 e... venham comprar aqui à 'Caxineira''!!!

A clientela palra em voz alta, sobretudo as mulheres com mexeriquices de vizinhança que até me apetece entrar na tagarelice... coisa que não me coibo e como num dos casos em que uma delas falava alto e bom som em tom agressivo para a Amiga para lhe explicar que ''lhe mostrou'' a sua douta opinião empregando calão do pior que existe...  lá tive de intervir dizendo à que estava calada que estava ali para a defender... sorriram e baixaram o tom da treta!!!...
Gosto destes momentos até à exaustão. 

Após o almoço, encaro o regresso como uma espécie de 'vírus', voltar a fazer o percurso idêntico ao da vinda para visitar pessoa idosa no Lar do Feixo e deixar a minha companheira em casa para amanhã ir até ao trabalho.
Ficar em casa, nã... mudar de ares é o que me apetece e o apetite tem em mim muita força.

Já na ponte da Arrábida - Porto


Cais da Afurada (V.N. Gaia)






 

 
Em final de dia e passando por mais um incêndio que acizentava com o seu denso fumo os céus limpos me entristecia de novo. 
Rumei ao 'bairro'' de faz 8 dias o Porto pesqueiro da Afurada onde acostei e dormi.
Percorridos: 552 Kms ( Dia 137 Kms )
Crónica de Autocaravanista Itinerante 
Dia 10 - 1abril2019 - AFURADA (VN Gaia) - Aveiro - COSTA NOVA.
Havia pensado rumar a Mira onde a bicicleta teria muito por onde rolar. Acontece que os meteorologistas lançaram a ideia que a chuva, frio e trovoadas chegariam. Os meus Amigos de outras viagens regressam de Coimbra e decidimos reencontrar-nos na Costa Nova.












 

 

Por aqui passei o dia sem que a chuva nos tenha sequer beliscado. Percorremos a terra entre o mar e a ria sem o incómodo da intempérie mesmo se noutras partes do País esta acalmia não tem sido a norma.
Veremos como será a noite.
À cautela já vesti a gabardine à bicicleta!
Percorridos: 636 Kms ( Dia 84 Kms )
Crónica de Autocaravanista Itinerante 
Dia 11 - 2abril2019 - COSTA NOVA - AVEIRO.
Após mais uma noite de acalmia, aproveitamos a manhã para a ida ao Mercado do Peixe onde as enguias se rebolavam vivinhas num tabuleiro.

Os meus Amigos compraram peixe para uma caldeirada que a Emília bem sabe amanhar. Uma delícia. 





Costa Nova






Após o almoço, infleti a marcha para Aveiro onde por sugestão do Artur Castro visitamos uma das Jóias 'da Coroa' da cidade dos ovos moles: O Mosteiro de Jesus, atual Museu de Aveiro, que se localiza na freguesia da Glória, no lado oposto à Sé.
Foi mosteiro da Ordem Dominicana feminina e é hoje um importante museu, detentor de um acervo diversificado com particular enfoque na arte de temática ou função sacra.

Fiquei deliciado com tanta beleza. Recomendo a visita que ainda mais para 'idosos' é gratuita.
 PARA AMPLIAR - CLICAR NAS FOTOS















































Sé de Aveiro








 

Tantas vezes que visitei Aveiro e nunca lá tinha entrado.
Na próxima visita verei se já abriu ao público um outro 'convento' que me dizem primar também pelo que é belo.
Percorridos: 648 Kms ( Dia 12 Kms)
Crónica de Autocaravanista Itinerante 
Dia 12 - 3abril2019 - AVEIRO - Estarreja - Cais do Bico (Murtosa).
Amanhecer com vento frio e como tal incómodo.
Duche matinal e ida à dispensa para a tarefa de retirar os grelos às batatas, sim porque a vida de Autocaravanista não é assim tão simples.









Seguimos ainda da parte da manhã para o Parque de Exposições onde decorre a Feira de Março.
Apenas abre os pavilhões às 16h. pelo que se decidiu confeccionar a refeição a bordo e ficar por ali.
Visitamos a Feira onde predominavam os automóveis e caloríferos, nada de especialmente interessante.
No final da tarde, avançamos até Estarreja onde na ASA os 'residentes' eram muitos tornando o espaço pouco apetecível levando-nos a optar por fazer mais alguns Kms até ao sempre apetecível Cais do Bico.
As anunciadas quedas de temperatura começaram a fazer-se sentir.
No Restaurante.''O Moliceiro'' ainda ensaiamos reservar a refeição de enguias para o dia seguinte mas tal não foi viável já que teríamos de ter 'reservado' com 3 dias de antecedência ou então aguardar para sábado.
Percorridos: 682 Kms ( Dia 34 Kms )
Crónica de Autocaravanista Itinerante 
Dia 13 - 4abril2019 - Cais do Bico (Murtosa) - Torreira












O frio arrefeceu a vontade de viajar. Seguimos para a Torreira. Do lado do mar a areia invadia todas as vias que ladeiam a praia pelo que optamos pela ida para a Ria, junto ao porto de pesca.
Torreira - porto de pesca








A chuva entretanto estreou-se e os meus Amigos decidiram rumar a casa. Não foi o meu caso que me fiquei por ali pois o aquecimento do habitáculo me daria o conforto de volta.
Percorridos: 700 Kms ( Dia 18 kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante
Dia 14 - 5abril2019 - Torreira - Furadouro - S.da Pedra - Braga 
A noite ia sendo entrecortada por ligeiras chuvas mas como o vento era fraco não foi nada desagradável.
O aquecimento teve de novo serventia.
Avancei manhã cedo em direção ao Furadouro onde outros AC lá passaram a noite. A vontade de regressar assolou-me sendo que pelo caminho uma ou outra 'saraivada' ia caíndo.
Chegado a Braga e sem garagem para abrigar a casa rolante aproveitei o espaço junto à porta dos meus Amigos para a lá deixar.

Percorridos: 822 Kms ( Dia 122 Kms )
Crónica de Autocaravanista Itinerante
Dia 15 - 6abril2019 - Braga - V Verde - Freixo - Ponte de Lima 
A vontade de ficar em casa não é muita.
Ao fim de semana há que fazer voluntariado.
Com o tempo ora chove, ora faz sol, a voltinha caseira habitual.
A pernoita no sítio próximo sempre agradável.
Largo do Freixo - Ponte de Lima

 Lar Casa Magalhães - no Freixo

 Ponte de Lima

Ao ver a ementa num dos restaurantes de Ponte de Lima, não sendo apreciador, mesmo assim a curiosidade levou-me a questionar se tinham 'lampreia'. Que sim... havia pouca e tal e as autoridades estavam a ser rigorosas no controlo da sua captura... Uma dose/pessoa por tal motivo, ficava por € 45,00!
 

Percorridos: 886 Kms ( Dia 64 Kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante
Dia 16 - 7abril2019 - Ponte de Lima - Freixo - Braga 
A feirinha de Ponte de Lima
Av. Liberdade em Braga à chegada com chuva

 
Com frio e chuva o regresso inevitável e sem vontade de prosseguir. 
Há que acalmar os ânimos por uns dias.
Percorridos: 938 Kms ( Dia 52 Kms )


Crónica de Autocaravanista Itinerante


- Dias 11, 13 e 14 de abril 2019.
BRAGA - V Verde - Freixo - Aver-O-Mar
Se pensam que a vida que escolhi de 'Autocaravanista' é incompatível com uma salutar vivência cidadã, enganam-se.
Estando por cá, entro numa rotina de fim de semana em torno da cidade sobretudo nas zonas costeiras já que o mar me seduz e é lá que encontro uma certa Paz de Alma que me repõe baterias.
Desta vez, servirá também para a visita à Médica de Família para a informar que 'rebeldemente' estou a testar medicamento natural à base de arroz vermelho para evitar ingerir as sempre receitadas 'estatinas' que sempre tenho rejeitado por saber dos maléficos efeitos colaterais.
Velhos Tempos Taberna
E porque não aproveitar sadiamente o acompanhamento de Amigo de longa data nos 'Eventos' relacionados com os 50 anos dos acontecimentos ocorridos em Coimbra no abril de 1969? Como no belo Salão Nobre da Universidade do Minho um outro Amigo Ex- Responsável pela Biblioteca Pública (Dr Henrique B Nunes) referiu: ''O 17 foi o primeiro dia das nossas vidas".
Não tendo vivenciado tais acontecimentos por estar à época no Serviço Militar em Tavira, congratulei-me com a irreverência libertária dos estudantes da época.

O meu Amigo, Cidadão José Dias, sempre na linha da frente foi dando nota da 'nossa' insubmissão à ditadura.
Coimbra fez tremer a ditadura fascista.
Mesmo que agora, os 50 nos pareçam longínquos, vimos pela assembleia presente ( uma centena), como a cumplicidade está viva e a partilha continua.
Cantemos sempre a "trova do vento que passa", para que o País seja teu e meu e de todos os que lutam por um mundo melhor, com dignidade e livre da exploração!
Sempre disponível para me juntar ao movimento de ideias, à prática de discussão política e ao gosto pelo debate, sendo estas as bases da Cidadania plena.
Uma passagem por este Lar Casa de Magalhãesaprende-se sempre como encarar a velhice.
De quando em vez, passo por aqui, numa de voluntariado solidário.
Adicionar legenda



Aver-o-Mar
4 pargos + 2 linguadinhos
As raias...


Posto isto, após as amêndoas logo retomarei pequenas viagens a sul e a norte.