De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) - África - -Angola - São Tomé e Príncipe (S. Tomé +Ilha Príncipe + Ilhéu das Rolas) - Ilhas - Madeira + Porto Santo + Açores (S.Miguel+Terceira+Pico)

domingo, dezembro 09, 2018

Crónica de Autocaravanista Itinerante - 8 e 9dez18


- BRAGA - Ponte de Lima - Vila Nova de Cerveira - Caminha - Vila Praia de Âncora - BRAGA -

Sábado prometia bom tempo. A meio da manhã, decidiu-se avançar um pouco mais a norte. Em Ponte de Lima haveríamos de percorrer a Auto-Estrada até Vila Nova de Cerveira. Logo no início desta Auto-Estrada que milagrosamente tem sido poupada a portagens, as viaturas que nos cruzavam eram na sua maioria 'coches' Espanhóis pois tanto lá como cá, é Feriado.


Logo à entrada de Cerveira, pequena paragem para abastecimento no Supermercado onde de novo a esmagadora maioria da clientela (estava cheio) eram forasteiros Galegos que enchiam os carrinhos de tudo sobretudo vinhos e o famoso 'bacalao'.





Reis Magos - Diz um 'puto' aos 'manganões': ''qual é o Belchior'? Sou eu, respondeu um deles! ''Batoteiro' tu não és pretinho!''
Uns metros adiante, entramos no imenso parque de estacionamento onde não cabia uma agulha.
Não desesperamos. estacionamos detrás de uma outra AC até finalizarmos o almoço e num instante vislumbramos a saída de uma AC e lá estacionamos num espaço adequado.










A ida ao café tornou-se complicada pois os estabelecimentos de restauração tinham lista de espera. Lá conseguimos mais acima num café de gerência Galega onde o café não correspondeu às expectativas... 
E dali, caminhamos Feira adentro sempre rodeados de 'nuestros hermanos' que diziam que cá tudo era mais barato que no seu País.
Uma Vila tão pequena mas de tão agradável, imensamente procurada. As caminhadas junto ao rio Minho são sempre apetecíveis mesmo se a neblina que ia surgindo tornavam o ar ambiente mais húmido.



















Depois de uma noite calma e bem dormida, antes de deixarmos a terra, entramos 3 kms no País vizinho para adquirir uma botija (bombona) de propano cujo custo de € 13,50 ainda vai sendo metade do despendido no nosso rincão ibérico.

Entretanto o local escolhido para almoço foi no cais de embarque do Ferry de Caminha onde demos a apetecível caminhada no final da manhã em busca dos típicos 'telhados' de doçaria.






Para terminar esta fuga ao Alto Minho, a visita a Vila Praia de Âncora.


A Meteorologia ajudou no sucesso desta digressão.

domingo, dezembro 02, 2018

Crónica de Autocaravanista Itinerante - 1 e 2dez18



Crónica de Autocaravanista Itinerante - 1 e 2dez18 - Outlet V Conde - Vila do Conde - Aver-O-Mar - Esposende - Forjães - Durrães - Freixo (P Lima) - Braga
''Outlet'' - Modivas/Vila do Conde

Em cinco minutos o projecto de viagem idealizado a sul do Douro, foi alterado. É esta uma das características da itinerância. O 'hotel' rolante não precisa de efectuar reservas muito menos as cancelar. É desta liberdade que gosto. 
Saída pela manhã com chuva certinha pelo menos até Martim a 12 kms da partida, prosseguindo para um local que abomino - um Centro Comercial - em Modivas de nome ''Porto Outlet''. 
Há que ceder na decisão e durante 2 horas aguardar... até que a minha Amiga traz com ela um par de sapatos para mim!!!



Feita a estreia, apontamos o azimute para a zona da foz do Ave em Vila do Conde onde colhemos o almoço no 'Take Away' já habitual.
Com o céu semi-coberto e o sol a espreitar, a caminhada em direcção norte até à Igreja em forma de barco das Caxinas. Cerca de 8 kms percorridos, não indo mais além já que os sapatos 'estreados' me originaram uma bolha sob o tornozelo esquerdo. Os sapatos são carotes mas, quiçã o meu pé esquerdo será mais curto que o direito e ainda não fez ganhar cama no sapato. Uma seca... e um incómodo.


Caxinas




Mesmo se não era previsível, decidiu-se pernoitar ali mesmo, com o mar à ilharga a soprar e mesmo assim, a permitir uma noite calma.





Pela manhã mudamos de rumo mais a norte para em Aver-O-Mar efectuar paragem com direito a incursão na Feira Semanal. 

Feira de Aver-O-Mar
Cortiça? € 1,00!!!



Umas comprinhas a preço apetecível e nova partida uns Kms mais acima para almoçarmos junto ao Rio Cávado na sempre agradável cidade de Esposende onde demos uma olhada na Feira de Velharias. 






Feira das Velharias de Esposende




ASA de Esposende

Passagem na Àrea de Serviço de Autocaravanas para tarefas de manutenção e prosseguindo, deixando-me guiar pelo Gps, por duas estradas onde jamais havia passado.
Durrães
A primeira pelo 'Castro' de Vila Chã até Forjães e daí pela segunda até Durrães, percurso que apreciamos pois atravessamos pequenas localidades com moradias bonitas, bouças e pinhais/eucaliptais desaguando na nova Fábrica/museu de Chocolates ''A Vianense'' que deixou Viana do Castelo para se instalar em Durrães.
Para finalizar os 2 dias de fim de semana, a visita ao bem concebido ''Lar Magalhães'' no Freixo para visita a familiar de gente chegada e Amiga.
Lar Magalhães



Dois dias preenchidos repletos de agradável vivência.