De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) - África - - São Tomé e Príncipe (S. Tomé +Ilha Príncipe + Ilhéu das Rolas)

quinta-feira, outubro 18, 2018

Equador–Dia 3 de viagem–17set2018–São Tomé–Ilha do Príncipe

20180917_083600-001

Logo pela manhã, já preparados para o 4º voo do périplo.

Ao terceiro dia aterramos na ilha do Príncipe - pequena ilha verde com apenas 6 mil habitantes – não sem antes do alto do turbo-hélice se constatar que em baixo o verde da floresta tropical nos anunciava a beleza desta ilha.

Se São Tomé é pobre, o Príncipe não lhe fica atrás. Quase tudo vem da ilha grande, haja barco para trazer, caso contrário pode ficar sem energia, sem água engarrafada, mas sempre com boa disposição e alegria. Há peixe no mar, bananas, mangas e fruta pão nas árvores. Os miúdos crescem soltos, com pouca roupa, correndo e saltando pelos caminhos. Há calor grande parte do ano e as casas de madeira assentes em estacas primam pelas cores garridas.

DSC03088-001

17set18 DSC03089-00117set18 DSC03091-001DSC_5772-001DSC_5773-001DSC_5775-001DSC_5781-001DSC_5786-001

Abalamos a caminho da Roça Sundy ( onde em tempos foi comprovada a teoria da relatividade do Einesten ) e que neste momento está  remodelada por parte de um milionário sul africano que se ‘’apaixonou’’ pelo Príncipe.

A chegada à ‘Roça’, a visita ao aposento e pouco mais pois o dia tem de ser aproveitado ao máximo.

DSC_5791-001DSC_5792-001DSC_5793-001

17set18 DSC03092-001

Príncipe parece uma ilha feliz. Não há ninguém com quem me cruze que não diga que vive no melhor sítio do mundo. E se calhar até têm razão. A paisagem é de cortar a respiração. Acho que nunca na minha vida vi tantos tons de verde, tantas árvores, bananeiras, coqueiros, a contrastar com uma terra tão vermelha, cor de fogo.

Como em São Tomé, também aqui se vivia das roças de cacau e café. Também aqui a descolonização levou à ruína das mesmas. E dói ver tal cenário de desolação, onde a maioria das vezes a vegetação já tomou conta daquilo que outrora foram hospitais, escolas, casas, armazéns, caminhos de ferro.

Felizmente, investimentos privados estão a tomar conta da ilha e a tentar fazer desta mais do que um lindo jardim botânico.

Toda a ilha, parada no tempo, os miúdos correm, brincam, as mães grelham peixe para o almoço em pequenos fogareiros, ouve-se música alta a vir das casas. Mas também há escombros e ruínas e telhados prestes a desabar.

17set18 DSC03093-001

Depois da Sandy regressamos até ao ‘Resort Bom-Bom’ que pertence ao mesmo empresário – um verdadeiro paraíso’ - e dali vamos até à capital, Santo António, que tem lugar no Guiness como a cidade mais pequena do mundo.

20180917_112516-001

A travessia do ‘resort’ para o ilhéu Bom-Bom

DSC_5799-001DSC_5800-001DSC_5801-001DSC_5803-001DSC_5805-001DSC_5806-001DSC_5807-001DSC_5808-001

O almoço na casa da Rosa Pão onde as refeições são tipicamente caseiras com sabores locais.

DSC_5835-001DSC_5836-001DSC_5837-001DSC_5838-001DSC_5839-001DSC_5842-001

Meia dúzia de ruas esburacadas, uma marginal decrépita, uma igreja bonita e pouco mais é esta a ‘Capital’ da Ilha do Príncipe.

DSC_5843-001DSC_5844-001DSC_5845-001DSC_5846-001DSC_5847-001DSC_5848-001DSC_5849-001

O ‘talho’ ambulanteDSC_5850-001DSC_5851-001DSC_5852-001DSC_5853-001DSC_5854-001DSC_5855-001

DSC_5868-001DSC_5869-001

No final da tarde, o regresso à Roça Sundy num dos ‘jeeps’ do empreendimento. O jantar na Roça em local aprazível.

As miúdas ‘treinam’ o transporte dos filhos como as mães o fazem.DSC_5856-001

DSC_5857-001DSC_5859-001DSC_5864-001DSC_5865-001DSC_5866-001DSC_5867-001