De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

quinta-feira, outubro 29, 2015

Outono caseirinho, ora na praia, ora no interior

Em Ponte de Lima há quem aproveite o 'ar livre'... nada contra.
No outono o apetite para viajar não é muito, sobretudo quando o céu se apresenta em tons cinza ou a chuva e vento nos visitam.
17 e 18out15
Aver-O-Mar (norte)
As antenas de TDT pequenas, modernas e caras não satisfazem a captação de TV e com o vento norte, houve que arranjar alternativa - um parente do 'velho bacalhau'.
Mais um fim se semana na costa de Aver-O-Mar, mesmo se as autoridades aproveitando apoios comunitários nos fizeram sair do local onde tantas vezes frui o mar.

Chove. Há Silêncio
Chove. Há silêncio, porque a mesma chuva 
Não faz ruído senão com sossego. 
Chove. O céu dorme. Quando a alma é viúva 

Do que não sabe, o sentimento é cego. 
Chove. Meu ser (quem sou) renego...


Tão calma é a chuva que se solta no ar 
(Nem parece de nuvens) que parece 
Que não é chuva, mas um sussurrar 
Que de si mesmo, ao sussurrar, se esquece. 
Chove. Nada apetece...

Não paira vento, não há céu que eu sinta. 
Chove longínqua e indistintamente, 
Como uma coisa certa que nos minta, 
Como um grande desejo que nos mente. 
Chove. Nada em mim sente...

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro".

A alternativa a Aver-O-Mar
O enorme areal de Aver-O-Mar, deu lugar a um enorme espaço multifunções reabilitado. Ficou agradável e convidativo, não para as AC já que mesmo se o enorme parque de estacionamento se encontra praticamente deserto, a autarquia decidiu interditar o acesso às AC... Mentalidades...
Um espaço pago por todos mas de acesso limitado a alguns
Viaturas estacionadas? Muito poucas... mas... acham melhor assim.
Esta placa é sabido é um abuso do poder autárquico
As 'casinhas' e 'casotas' foram poupadas...

Espaço de lazer renovado 


Até que os humanos destruam


Espeço para a pequenada
O estacionamento 'alternativo' ao fundo
Dias 24 e 25out15
PONTE DE LIMA
Uma vila tão perto de casa que se torna uma boa alternativa às idas ao pé do mar em alturas de ventos e chuvas...
Passeios agradáveis num fim de semana em que o vento e chuva não chegaram aqui. Temperatura amena e agradável.
O enorme espaço de estacionamento onde se pernoita calmamente
Neste final de tarde, metemos as pernas a caminho da outra margem até ao Museu do Brinquedo recentemente inaugurado.
Optamos por apreciar o magnífico jardim que lhe está contíguo onde o chilrear da passarada cria uma melodia que corta a vegetação e nos transmite um maravilhoso bem estar.
O espigueiro que já o foi
O entardecer em Ponte de Lima
O tombar da noite

Num principio de noite sereno
Na manhã de domingo, o parque encheu-se de viaturas. Uns na ida à missa matinal, outros a caminho dos restaurantes para o habitual menú de 'papas de sarrabulho'.
Como se fora no verão - há quem aproveite os bons ares
Ainda deu para tagarelar uma boa hora com o meu vizinho autocaravanista Irlandês que sozinho percorre todo o minho já que me disse se parece mais com o seu País.

No final de dia, o regresso, sempre com desejo de voltar.


Enviar um comentário