De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

sexta-feira, julho 05, 2013

À descoberta da IRLANDA - Dia 35 de viagem - da Irlanda do Norte para a Rep. da Irlanda

finalmente o SOL... mas após a saída da Irlanda do Norte - já na República da Irlanda
Dia 35 - 5.julho.13 – 6ª. feira
LONDONDERRY (IRL NORTE) – LETTERKENNY  (Rep. IRL) – GLENTIES – MAAS – CLOONEY – NARAN (Narin) – PORTNOO - NARAN
Pela manhã, decidido voltar à outra margem para no supermercado deixarmos moedas que deixarão de fazer falta daqui em diante, pois a ‘fronteira’ com a Rep. da Irlanda está próxima.
Ao chegarmos, abordou-nos a nossa vizinha da bonita moradia defronte do nosso pequeno bairro.
Uma senhora acima dos sessenta, muito ‘’chique’’ simpaticamente meteu conversa e disponibilizou-se para nos dar apoio em caso de necessidade. Que poderíamos abastecer de água e não haveria problemas caso pretendêssemos ficar ali mais tempo… já visitou ‘’Olhos de Àgua’’ no Algarve…
pela manhã, fomos a Derry despachar as moedas ( £ )
e lá estavam as ''nossas meninas''
Já na véspera perguntamos na casa contígua se não haveria inconveniente de ali ficarmos. A agradável senhora, confessou que até já foi a Fátima (é católica) e que seria um prazer ter-nos como vizinhos.
Mesmo sabendo que as pessoas são simpáticas com quem vem de fora e gostam de saber como cá chegamos, decidimos partir de novo.
Passados meia dúzia de Km, não surgiu qualquer placa, mas as do trânsito deixaram de referir 'milhas', passando a informar os 'KM'... entramos na República da Irlanda.
Uma senhora acima dos sessenta, muito ‘’chique’’, de rosto bem adoçado de cremes e cabelo aperaltado por cabeleireira,  simpaticamente meteu conversa e disponibilizou-se para nos dar apoio em caso de necessidade. Que poderíamos abastecer de água e não haveria problemas caso pretendêssemos ficar ali mais tempo… já visitou ‘’Olhos de Àgua’’ no Algarve…
Ficamos óbviamente sensibilizados com toda a simpatia, que de resto já havíamos sentido quando na véspera ao perguntarmos na casa ao lado, a dona de casa nos disse que até já havia ido a Fátima (é católica) e que seria um prazer nos ter ali como vizinhos...
Mesmo se a cidade de Londonderry é uma cidade agradável, e o local onde caímos a cem metros do centro convidava... prosseguimos pois ainda haverá mais locais a visitar e o País não é assim tão pequeno.
nas bermas de tempos a tempos, é habitual estarem 'roulotes' com alimentação e bebidas (hamburgueres, sandwiches, etc)
Volvidos meia dúzia de Km's, eis que à falta de outras indicações, constatamos que as placas referiam Km's e não 'milhas', pelo que acabáramos de entrar na República da Irlanda, deixando para traz a Irlanda do Norte.
Um facto digno de registo, é que na primeira estação de serviço o gasóleo custava menos que a gasolina (o inverso do UK e Irlanda do Norte) e nesta o custo de 1 litro é de € 1,37! (e nós a abastecermos 'do outro lado' a cerca de € 1,70!!!) cerca de 30 cêntimos menos!!! 
nunca tinha visto passadeiras assim... confesso.
Paragem para almoço na pequena cidade de LETTERKENNY, cidade de 12.000 hab., onde caminhamos até à ''torre agulha'' da St. Eunan's Cathedral, em cujo interior,  uma centena de convidados assistia a um vistoso casamento.


segurar a criançada numa igeja, não é tarefa fácil

a 'noiva'...
Esta cidade fica situada junto ao rio Swilly e flanqueada pelas Sperrin Montains a leste, e as Derryveagh Montains a oeste.
Mesmo pequena, esta cidade, é a maior de Donegal e também o maior centro de negócios da região.
De novo a caminho passamos a circular numa estrada em que a faixa de rodagem teria entre 2,30 a 2,50 mts... o que tornou a condução cansativa já que um pequeno descuido, o despiste seria inevitável ou então a cruzar com viaturas pesadas a colisão lateral poderia acontecer...
Mesmo se as nuvens andavam lá no alto, o sol ia espreitando envergonhadamente e a temperatura ia subindo.
Ao longo do percurso, as zonas para 'pike-nick' iam surgindo com passantes que as utilizavam.
os 'pick-nick's tão em desuso entre nós, são muito apreciados aqui

Se já somos peritos a conduzir à esquerda, o mesmo não podemos dizer a termos de circular em estradas cuja faixa de rodagem não sobra para as nossas viaturas... já sabíamos de antemão que assim seria, a exemplo do que aconteceu nalgumas delas na Escócia...
Desta vez, é o Artur que segue na dianteira
Portnoo
Haveríamos de seguir até Portnoo, lá no 'fim da linha' pois não encontramos o local para pernoita ao passarmos em Naran.
Contudo, porque este pequeno porto até tinha um pequeno espaço onde poderíamos ficar, decidimos voltar atrás de novo pois a pacatez do local não nos deu alento para lá ficarmos.
NARAN (NARIN)
Ao voltarmos para Naran, lá do alto avistamos o enorme _P_ fronteiro à magnífica praia e para lá apontamos o destino.
uma muito pequena localidade com praia magnífica mas com pouca gente (os nadadores-salvadores estavam presentes)


Chegados e instalados, o céu começou a ficar limpo e o sol foi saindo do seu 'casulo' tendo-nos deliciado com um magnífico ocaso cujas imagens deixamos sem mais comentários.













 Finalmente temos o primeiro dia de sol na Irlanda.




Anoitecer às 23 horas, e o nascer do dia às 4/5 da manhã.
Percorridos: 4.181 Km ( dia 99 Km )
_P_ - N 54º 50' 19.4''   -   W 008º 26' 49.9''
Enviar um comentário