De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

domingo, dezembro 09, 2012

Planos

Porto
Dia 7.DEZ.12 - 6ª. Feira
P O R T O
O meu cérebro vai sempre ensaiando planos uns após outros ainda que sempre ajustados à triste realidade que nos criaram e nos vai limitando as passadas.
Sonhar ainda vai sendo o alimento nutricional dos meus neurónios.
Vou pensando também, que muitas e muitas vezes, a tendência da generalidade das pessoas, é de nos quedarmos, de nos escondermos no futuro... ou não será?
Deixamos e colocamos todas as nossas hipóteses no futuro, como se não houvesse o hoje.
Para não definhar, em cada hoje, vou fruindo a Vida e vou preparando o amanhã que o futuro logo se verá o que nos espera...
Uma pequena viagem ao Porto que de tempos a tempos me chama.
Desta vez, o convívio com um grupo de amigos de longa data e o deambular por um dos meus locais preferidos de todas as viagens: Gaia... Douro... Ribeira... 
Ver o dia partir antes do regresso a casa.
De tempos a tempos, por estas bandas me delicio.
Desta vez, mesmo num mês não muito propício aos turistas, constatei que o seu número vai aumentando dando uma maior vida a todo o conjunto.
Voltarei certamente.
Funicular dos Guindais
Estação de São Bento
Dia 8.DEZ.12 - sábado
Já não tenho pachorra para ir a festas e festinhas natalícias...
Excepção feita à da minha neta... que com os seus 3 anitos de idade fez questão que o ''Avô Tó'' por lá aparecesse... apenas uma olhada porque o dia soalheiro me chamou de novo para junto do oceano...
a 2ª da direita... a loirinha Inês... palco longínquo... não deu para mais. 

Sempre no mesmo local... mas com vontade de ir procurando outros... 
Dia 9.Dez.12 - domingo
esplanada coberta... no dia de hoje... desnecessária... falta de vento e ''mar chão...
Não será apenas um desejo meu... por certo de todos... voar!
Em busca de novos locais, caminhamos em direção da praia de Aguçadoura... pelo caminho surge sempre algo que nos seduz... este lindo e simpático burro, é bem melhor criatura que muitas que por aí andam...
Mais adiante, a beleza de algumas espécies de flor que bordejam o areal.

Apenas necessitamos de dispensar um olhar atento e as surpresas vão surgindo onde menos se espera.
Evidentemente que nem tudo nos maravilha nestas digressões...
Num país onde o oceano abunda... a frota de embarcações tem morrido ingloriamente nas praias...
Temos imensas portas para o mar... mas de nada ou pouco nos tem servido, por culpa dos políticos que ao longo dos anos permitiram tal estado de coisas...
Muitos dos que viviam da faina da pesca... vão aproveitando o que a terra lhes vai dando para a sua sobrevivência...
Após umas boas centenas de metros, eis-nos chegados à Estalagem de Stº André, contígua à capela com o mesmo nome.
Como em muita da nossa costa, imensas construções de mau gosto construídas no tempo em que tudo valia... 
A visita obrigatória à capela que dizem ser do Séc. XVI, onde ainda estão expostos os ''andores'' lindamente decorados com flores naturais que desfilaram no último dia de novembro, dia do ''santo'' que dá o nome à capela.
A crença popular diz que ''quem não for à capela de St André em vida... lá terá que passar depois de morto''...

Mesmo quem ''não é crente'' fica rendido a todo o trabalho de adorno floral dos ''andores''...
O interior da pequena capela é deveras interessante. 

E lá estava o Santo André
Depois duma digressão pelos arruados da terra, o regresso pelos inúmeras parcelas de terrenos trabalhados e repletos de vegetais diversos.
O regresso ''à base'' sempre com o mar como pano de fundo...





Enviar um comentário