De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

quarta-feira, junho 27, 2012

A caminho de Berlim - Dia 9 a 13 de viagem

Dia 9 - 23.JUN.12 - Sábado
FREIBURG (FRIBURG) (D)
Decidido ficar mais uma noite nesta simpática cidade onde as bicicletas são mais que as mães...
Na imponente catedral ainda assistimos a um concerto de orgão.



francamente que já soube a razão destes canais de água corrente... não sei já para que servem... estão presentes no centro histórico penso ter sido para ocorrer a incêndios aproveitando os recursos em abundância...















há que comprar barquinhos prós putos puxarem com um fio...





No largo contíguo, imensas tendas de legumes, fruta, queijos e... flores...
A distância da AS ao centro histórico ronda os 2 km's pelo que a caminhada de ida e volta fez-se sem precalços nem fadigas...
Tarde para relaxar num espaço agradável.
Dia 10 – 24.JUN.12  - Domingo
FREIBURG (Friburg) – Hausach – SCHILTACH – ALPIRSBACH – FREUDENSTADT – BAD WILDBAD
uma competição... no percurso para a Floresta Negra
Decidido fazer o percurso pelo interior da Floresta Negra rejeitando a auto-estrada.
SCHILTACH


os telhados das casas de campo... são aproveitados...
Pouca informação havíamos colhido sobre esta enorme floresta, apenas no relato de autocaravanista Espanhol havia lido que achou a AS de SCHILTACH magnífica.
os ''patos'' procuram-nos sem receios...











tudo faz parte da decoração... claro que ''é a fingir''...









''portugas'',... claro...
A AS para AC grátis
Percorremos meia centena de quilómetros até que nos surge a referida localidade. Muito bonita, com casario característico da região, um rio de águas cristalinas e uma imensidão de encruzilhadas de trilhos pedestres.
O local convidava a ficar mais tempo pois trata-se de lugar que para além da beleza dispõe de infraestruturas de apoio aos autocaravanistas grátis (electricidade e água).
Havia que prosseguir viagem. Avançamos até que à entrada de uma outra pequena cidade surge uma viatura da polícia que nos faz parar… mesmo a uns 20 metros da passagem de um cortejo etnográfico. Fechamos a AC e com a permissão do agente lá fomos ver passar durante uma boa hora todo o séquito.
Alto aí... não pode estacionar no _P_ ao lado... mas pode deixar aí a AC e ir ver o desfile... BOA!!!
Uma oportunidade única para ver as gentes (campestres) de toda a região da Floresta Negra. Bandas e mais bandas… crianças de colo em carrinhos tirados por crianças… famílias inteiras aperaltadas para o evento e inúmeros pelotões para-militares que marchavam como se fossem para uma guerra.














De notar que tratando-se de ‘’campónios’’… quase todos eles tinham brinco na orelha…









o relógio de ''cuco'' ambulante


mais um pelotão de infantaria...
numa pequena localidade da Floresta Negra constroem relógios de ''cuco''

















Onde foi? Não tenho certezas mas julgo que em  ALPIRSBACH
À saída de Schiltack, questionamos casal Alemão (daqueles puro quilate) pouco afáveis onde poderíamos mais a norte pernoitar em local idêntico àquele. Acertaram em cheio… paramos em  BAD WILDBAD numa AS assinalada.










este... já foi

é claro que não anda...
Apenas se avistava floresta… caminhamos por um enorme parque onde imensa gente fazia caminhadas e os pais levavam as crianças a ver a passarada que existia pelo trajeto. Chegamos entretanto à zona da Estância Termal de onde em plena rua partia uma composição de Metro pata a cidade de Karlsruhe.



ainda fui a tempo de ver a RTP e as festas da minha cidade - S.João.
Gps: N 48.4430 / E 8.32.59 (Paga € 5,00) (não vimos ninguém pagar…)
Percorridos: 2.331 Km ( Dia 137 Km)
Bad Wildbad
Dia 11 – 25.JUN.12 – 2ª. Feira
BAD WILDBAD – STUTTGARD (Estugarda) – WÜRZBURG
o que já funcionou... fica para a posteridade apreciar...
A noite chuvosa não incomodou e pela manhã as abertas permitiram fazer a viagem sem chuva.
Estugarda, apenas de passagem. 
Deixamos a Floresta Negra e entramos ma AE em direcção a Estugarda.
muito complicado estacionar em Estugarda
Não havia indicação nos nossos auxiliares de bordo (Gps, Guias AExpress, Guia de Campings e AS) da localização de estruturas para AC e os Parques de estacionamento eram muitos mas sub terrâneos. 
Passamos mesmo no centro da cidade mesmo se nos haviam alertado que em muitas das  cidades apenas se pode circular se adquirirmos uma tarjeta (amarela ou verde)… que seriam caras… mas a Polícia pelos vistos não estará a controlar a rigor e… fazemos de conta que não sabemos… continuamos em direcção a norte.
Já a caminho de  WÜRZBURG muitas vinhas
Imensos campos de vinhas sobretudo nas encostas acentudas, fato que nos surpreendeu, o mesmo acontecendo em redor da cidade onde chegamos a meio da tarde – WÜRZBURG -.
WÜRZBURG


Estacionamos num enorme parque na margem esquerda do rio Meno, a cidade fica do outro lado a uns 500 mts..
Custo do Parque : € 3,00 ( 1 dia e noite…)







Avançamos a pé, para a simpática cidade que na Grande Guerra de 1945 foi bombardeada num raid de 20 minutos e ficou destruída a 90%. Atualmente com 130.000 hab., A cidade tem os seus primórdios por volta do ano 1.000 a.c.. A reconstrução foi concluída em 1970.
a quarta maior igreja românica da Alemanha de nome Dom St Kilian, construída entre 1045 e 1188, mas estava todo o seu interior ocupado por andaimes.






Gostariamos de visitar a quarta maior igreja românica da Alemanha de nome Dom St Kilian, construída entre 1045 e 1188, mas estava todo o seu interior ocupado por andaimes. 



Neumünster-Kirche construída no Sec XI  

Neumünster-Kirche construída no Sec XI 
Visitamos a Neumünster-Kirche construída no Sec XI em cujo interior se encontram inúmeras obras de arte. 
muitos _P_ a preço reduzido
para possíveis ''interessados''... ficamos ali à direita...

O nosso bairro em Würzburg
Atravessamos a bonita ponte Alte Mainbrücke construída entre 1473 e 1543, a ponte mais antiga sobre o Meno.




Porque o tempo não abunda, numa visita futura tentaremos visitar o Palácio Residencial, em cujo jardim passeamos, e ainda do outro lado do Meno, lá no alto sobranceiro à cidade, a imponente Fortaleza de Marienberg e percorreremos  a Rota Romântica.
P – Gps N 49º 47’ 53.0”  /   E  009º 55’ 22.7”
Percorridos: 2.556 Km (Dia 225 Km)
Dia 12 – 26.JUN.12 – 3ª. Feira
WÜRZBURG – ERFURT
Deixamos esta bonita cidade e deste vez era nossa intenção fazer todo o percurso por Auto Estrada, mesmo se pela estrada nacional a distância é a mesma.
A intenção nem sempre é realizável e assim, a vinte quilómetros da cidade de destino, a polícia condicionava a passagem em virtude de grande acidente ocorrido. Havia uma saída no ponto em que estávamos e com a ajuda do Gps lá fizemos a parte final por estradas estreitas passando em parte da floresta da Turíngia (região da qual Erfut é a Capital) e muitos campos.














assim começam os Grandes Artistas...
A ''Rathaus'' (Câmara Municipal)

as caixas de Correio








 À chegada apontamos para uma AS que colhemos em revista de AS europeia e verificamos que se tratava apenas de ‘’zona de apoio aos autocaravanistas’’ distando 8 km do centro citadino.
Aí mesmo havendo paragem do Metro de superfície, demos instruções ao Gps para nos indicar Parkings para AC próximo da cidade… nada menos que meia dúzia espalhadas pela cidade, uma delas mesmo na parte central.







 Optamos por um Parking (com parte dedicada a AC) a 3 km do centro histórico e também ele com o Metro ao pé, aquilo a que chamam os “Parking + Ryde”, ou seja, deixe o seu carro e vá para a cidade nos transportes públicos.
O Parque é grátis e o “Elétrico” (Metro) fica por € 1,80 cada viagem, bilhete adquirido em máquina com instruções em Alemão e Inglês.


na Cidadela
A cidade no seu centro tem imensas ruas comerciais onde apenas circulam os “eléctricos”, uma acalmia enorme mesmo à sua passagem pois não são ruidosos.
Mais um dia sem chuva mas de bastante frio e algum vento, sentindo-se acalmia e céu limpo no final de dia.

Salmão fumado... cogumelos e massa... e a ''Tuborg'' já ''em casa''.
O _P_
A visita citadina ocorreu pelo centro histórico e o descanso agradável numa das muitas esplanadas para saborear “uma bejeca”.
Percorridos: 2.799 Km (Dia 243 Km)

Dia 13 – 27.JUN.12 – 4ª. Feira
ERFURT – Buttstadt - Naumburg - LEIPZIG
À saída decidimos fazer o percurso pelas estradas nacionais pois já constatamos que as distâncias são menores. 

A ideia desta opção foi de apreciar as paisagens e conhecer as povoações do percurso. Acontece que à passagem nas povoações a velocidade permitida é de apenas 30 Km/hora e as estradas embora de bom piso são estreitas.



Falhamos num pormenor, ou seja, não pesquisamos acerca do interesse das povoações atravessadas… e falhamos… ao passar na pequena localidade de nome Naumburg talvez pela abundante vegetação não vislumbramos a sua impressionante catedral que sabemos agora, tratar-se  dos mais notáveis edifícios góticos da Alemanha.






cidadã independente
e lá vai um geladinho...











A uns 30 km de Leipzig a fadiga das secundárias levou a que acedesse à sugestão dos meus parceiros de viagem de infletir para a auto-estrada.

















A chegada ao Parque assinalado para AC com a ajuda do nosso aliado Gps tornou-se fácil mesmo se fica a 200 metros do centro da cidade. 
No atendimento, um espanhol e a sua companheira alemã. 
Pagamos € 15,00 pela pernoita que aceitamos de bom grado mesmo tratando-se apenas de um _P_, optamos pela sua localização central.












Parque: GPS N 51º 20’24.9”   /  E 012º 23’ 09.9’’.
Percorridos: 2.940 Km (Dia 141 Km)
Enviar um comentário