De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

sexta-feira, outubro 31, 2014

O Tiko partiu...

31.out.14 - 6ª. feira
Hoje gostaria de ser poeta ou escritor.
Existem afetos que nos travam o pensamento e não nos deixam passar para o teclado palavras que se interliguem entre si de forma a transmitir emoções vividas e o estado de alma em que se fica.
Óbviamente que não sendo insensível aos maus tratos e abusos infligidos a milhões de crianças no mundo e ainda a todas aquelas que vivem em pobreza extrema ou nos horrores das guerras que grassam pelo planeta, abomino de igual modo os maus tratos que muitos humanos cobardemente infligem aos animais já que estes não sendo seres humanos , são seres vivos que mesmo não falando a nossa linguagem, sentem e sofrem.
a chegada à Clínica a visita do 'Sebastião' (gato residente)

Nos últimos dias tinha notado que algo de anormal se passava com o meu 'rafeiro' TIKO - um gatito que alguém abandonou há 12 anos à porta da Clinica Veterinária de Prado e me foi entregue pelo meu filho sendo que aos poucos me fui adaptando e habituando às suas tropelias recebendo em simultâneo o seu 'ronronar' de reconhecimento pelos afetos recíprocos.
Já fazia parte do meu quotidiano nas permanências caseiras sendo que nas minhas ausências me ia aguardando pachorrentamente sem pestanejar.
Decidi 6ª. feira levá-lo à minha nora - Clínica Veterinária de Braga.
Calmamente deixou que lhe fosse colocada a 'coleira', e feita colheita sanguínea para análise.

Deixei-o sem pensar da gravidade do diagnóstico mesmo se a minha nora me fez ler no seu olhar que algo de mau estaria para chegar.
Sábado pela manhã estive a afagar o focinhito do meu companheiro de uma dúzia de anos e então vi o seu olhar de tristeza.
Não me contive - as lágrimas correram-me pelo rosto.
Tanto a minha nora como o meu filho, ambos médicos-veterinários me fizeram compreender que ainda que eu pudesse diariamente aplicar-lhe duas injeções de insulina diárias... a saúde do bichano iria paulatinamente agravar-se e a dor seria sempre mais forte para os dois e que sendo eles por princípio contra a aplicação de algo que lhe ponha fim à vida... foi isso que me recomendaram, por isso parti por uns dias para minorar a grande tristeza que me assola.
Enviar um comentário