De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

quarta-feira, abril 25, 2012

25 de Abril de 1974

Viva a Liberdade
Há factos que a memória não apaga.
Por muito que se discorde, jamais podemos esquecer os crimes e a opressão da ditadura ''salazarenta'' e volvidos estes anos, será um dever recusar as tentativas de branqueamento e desculpabilização do fascismo e da sua história.
Sempre foi meu timbre contrariar o conformismo, a passividade e sobretudo, a perda de memória.
Valeu a pena ainda que fora pela LIBERDADE alcançada e sobretudo pelo fim do envio dos jovens para a Guerra Colonial. 
Aconselho vivamente o visionamento (na íntegra) do vídeo sobre a realidade da Guiné-Bissau que o regime sempre escondeu... já que não se tratava de ficção... quantos jovens por lá ficaram!

JAMAIS DEVEREMOS ESQUECER
Pela criança que fomos
e o sossego que desejamos
para o velho que somos,
jamais deveremos esquecer.
Pela verdade que afirmamos,
dos que a verdade intentam
até à contradição,
jamais deveremos esquecer.
Pelo pranto dos pobres
e o pouco pão que comem
e o vinho rude que bebem,
jamais deveremos esquecer.
E mesmo pelos inimigos,
que odeiam a liberdade,
e por isso não são livres,
deveremos ter compaixão.
Não reagimos se nos prometem uma coisa e depois fazem outra
Não reagimos se nos cortam nos salários e nas pensões
Não reagimos que decidam eliminar feriados
Não reagimos quando nos eliminam direitos
Não reagimos que os responsáveis pelas burlas continuem por aí impunes
Não reagimos com as nomeações
Não reagimos com a venda ao desbarato do país a outro país
Não reagimos com a desfaçatez com que o fazem
Não reagimos com a apatia de toda gente
Até quando!?...
Enviar um comentário