De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

domingo, fevereiro 12, 2012

Já tardava

Carnaval? Não!.. havia que me proteger do frio cortante...
Sim. Há cerca de um mês que deixei de fazer exercício físico... caminhadas... ciclismo... havia que retomar ainda se a mêdo de ter uma recaída...
Dia 11.FEV.2012
MOSCOSO (Nariz do Mundo) 
O habitual despertar às 6 horas da manhã, re-encontro com mais 8 destemidas/os às 7... e o rumar desta vez de novo até Salto de onde descemos até uma aldeia de nome MOSCOSO (dizem por ser um local com muitas môscas...)... onde chegamos às 9 da manhã. 
O elemento que falta na foto... tentava procurava razões para conseguir tirar fotografia... mas esqueceu-se do cartão de memória da máquina... 

Uma aldeia tão pequena e quase despovoada, mas com dois Restaurantes... estranho? Esta terrinha situada nos limites dos distritos de Braga e Vila Real, é também conhecida sobretudo por ''aqueles'' que alugam um autocarro para de Braga, Vizela, ou outras localidades limítrofes, dedicarem o dia ''à comezaina'', e depois regressarem a casa, já bem ''entornados''...
Portugal nunca me desilude no que toca ao seu Povo, à sua gastronomia e à beleza das inúmeras paisagens cheias de beleza! 
Desilude-me sempre na sua organização.
É espectacular como, num país tão pequeno, conseguimos ter tanta beleza. O nosso ''cantinho à beira-mar plantado'', brinda-nos com paisagens grandiosas e belas totalmente diferentes de uma para outra região. 

No Baixo Minho, somos confrontados com características paisagísticas diferentes das da vizinha Trás-os-Montes ou das do Alto Minho. 
Descemos para as Beiras e comparamos a singularidade de cada uma delas com a originalidade do Ribatejo ou do Alto Alentejo. As particularidades do Baixo Alentejo, da Estremadura ou do Algarve…-
Percorramos o país de lés a lés e apreciemos cada pormenor das suas paisagens – chegaremos à conclusão de que somos uns privilegiados, uns felizardos… e ao mesmo tempo uns descuidados!
É incrível como não somos capazes de aproveitar nenhuma das potencialidades que a natureza e a nossa história tão generosamente nos brindou – não vemos delimitações, sinalizações, indicações… 
Valha-nos alguns poucos esforços de particulares, que querem ver a sua região crescer e têm visão para apostar na possibilidade de um negócio - não possuímos estruturas capazes de nos permitir fazer um turismo “cultural” e enriquecedor.

É triste que não sejamos competentes para preservar o que é nosso, não estejamos aptos para conhecermos e dar a conhecer o que de tão rico possuímos, que não sejamos capazes de nos orgulhar de sermos quem somos e de querermos mostrá-lo a todos os Povos… 
É triste que não consigamos favorecer aquilo que, ao longo da história, os nossos antepassados foram construindo e nos deixaram como legado…
 Vamos entretanto nós, fruindo e divulgando.
Arrancamos sob um frio ''cortante''... devidamente resguardados da cabeça aos pés...
O percurso préviamente traçado, fez-nos percorrer um traçado belo,  paredes meias com o distrito de Vila Real, percurso este que se resume a um retângulo traçado sob o comprido, com paisagens bucólicas, onde abundam imensos riachos.
 Sobretudo na proximidade de pequenos aglomerados como Formigueiro, Carvalhos, nos vales adjacentes íamos passando por manadas de gado bovino. 
De tempos a tempos, sobretudo na parte final do percurso, por entre zonas arborizadas, sentíamos um agradável clima, voltando aos tímidos ventos trazendo consigo um frio gélido e cortante que nos abria o apetite para meter as botas a caminho.

ao fundo e Moscoso, um dos autocarros de ''apreciadores da comezaina''
 A chegada ao Restaurante deu-se pelas 15 horas da tarde - 6 horas de percurso onde pisamos seguramente uns 17 km.

 Na aldeia, várias viaturas ligeiras e dois autocarros de ''turismo'', de onde sairam os ''amigos do prato'' para um dos Restaurantes...

Um dia super agradável de bem com a Natureza.
Já a caminho de casa... o Sol... partia...

Enviar um comentário