De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

domingo, dezembro 19, 2010

EDV é lindo...

18 e 19DEZ10 - Sábado e Domingo
Por terras de ''edv''
As ''3 burstner'' em Arouca.
Confesso que não sabia o significado das iniciais da Região de Entre Douro e Vouga.
O meu grupo de amigos com quem vou partilhando pequenas e grandes viagens, sugeriu para este fim de semana a ida a AROUCA . 
Tanto quanto sei, nunca lá tinha ido... culpa talvez pela falta de ''acessibilidades''...
Saí de Braga pelo percurso mais longo, a saber:
Braga - Porto - Sandim - Louredo - Escariz - Rossas - AROUCA
Após a saída da A1, logo a seguir à ponte do Freixo, entrei num ziguezaguear de estradas com casas entaladas na estreita estrada e fora das povoações um serpentear de encostas serranas e campestres de particular beleza. O soalheiro dia ajudou ao realce da paisagem magnífica, tendo que em muitas curvas sombrias a geada da véspera assustava os condutores.
Sandim - Rio Uima
Passagem na simpática vila de Sandim, ''banhada'' pelo rio Uima, onde não parei mas será certamente local de visita lá mais para a primavera.

No final de dia paragem  no magnífico parque de estacionamento de Arouca, mesmo ao pé do recém inaugurado Museu Municipal.

O Museu Municipal de Baião que visitamos.
Os meus vizinhos já chegavam das ''compras'' para o jantar ''ao ar livre''... 
''Selvagem''? Nada disso... o contacto com a mãe natureza.
É muito natural que esta foto vá ''acicatar'' algumas ''almas agoirentas e maldizentes'' que logo dirão que fazemos ''campismo selvagem''... sosseguem ''almas de àquem e além d'ouro''... é que os ''Arouquenses'' sabem que respeitamos a natureza... e se no parque colocaram mesas de ''pic-nic'' há que fruir o espaço, mesmo numa noite fria e algo gélida... 
Não revelamos na íntegra a ementa nem os ''métodos nada ortodoxos'' de ''dar gaz'' no braseiro... podemos sim,  explicar como à mesa se conversou - com o braseiro sob a mesa a aquecer os nossos circuitos/condutas sanguíneas chegando mesmo ''às nossas almas''...  tal o prazer que nos invadiu.
A noite passou-se com os 3 ''boilers'' ligados permitindo no interior a agradável temperatura de 20ºC.
 Pela manhã fomos ''brindados'' com as voltas e reviravoltas dos pais natais a pedalar para aquecer...
 Lá no alto avista-se Arouca sob o ''manto'' de névoa matinal.
No centro da urbe, o passeio que ladeia a ''praça de taxis'' fica repleto de arouquenses que tagarelam em amena cavaqueira.
É claro que ainda não é desta que visitaremos o enorme e imponente Mosteiro de Arouca mas nova visita levar-nos-à até ele e a outros pontos de interesse do concelho.
Havia que apreciar a gastronomia da região.
Ouvidas as opiniões ''dos da terra'', seguimos por estrada ainda mais sinuosa e bela que,  a que nos trouxe até aqui. Fomos parar ao parque de um dos restaurantes da ''Capital do Bife'', a uns 18 km de Arouca em Alvarenga

Alvarenga é uma freguesia do concelho de Arouca, com 39,33 km² de área e 1368 habitantes (2002). Densidade: 34,8 hab/km².
Foi vila e sede de concelho entre 1514 e 1836. Era constituído pelas freguesias de Alvarenga e Canelas. Tinha, em 18011998 habitantes.
      O seu património:
  • Pelourinho de Trancoso
  • Carreira dos moinhos
  • Ponte sobe o rio Paiva
  • Praias fluvias
  • Igreja

O Restaurante escolhido: ''O Zé Mota''.
a carne é uma delicia, e quase que se derrete na boca sem ser preciso mastigar.
Doze bifes para 6 pessoas... verde branco... salada... sobremesa e café... apetecia era dormir uma sesta... 
Havia que iniciar o regresso, desta vez por: PENAFIEL - VIZELA - GUIMARÃES, por lindas paisagens e por rios onde equipes praticavam ''rafting''...
---------
O Município de AROUCA tem ainda como pontos fortes para nova visita:
Calvário (1627-1643) - Capela da Misericórdia (1612) - Memorial de St António (Sec XII e XIII) - Torre dos Mouros (Sec XIII) - Monte da Sra da Mó - Igreja de Urrô - Centro de Interpretação Geológica de Canelas - Ponte do Rio Paiva - Casal Romano da Mafalda - Pelourinho de Alvarenga - A MAGNÍFICA SERRA DA FREITA - Frecha da Mizarela - Pedras Parideiras - Pelourinho de Cabeçais e, claro o magestoso Mosteiro de Arouca.
Um bom fim de semana pelo interior de ''edv''. 
Enviar um comentário