De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

sábado, janeiro 23, 2010

Natureza é fixe!

Os 7 - Filipe, AResende, Lisete,ACunha,Fernando,Luisa e Zé.
Não tendo viajado para o ''Bom Tempo'' do norte de África e confrontado com o quotidiano mau tempo nortenho, mesmo tendo a metereologia ameaçado com chuva na manhã de hoje,... havia que correr o risco e uma vez mais aderir à caminhada quinzenal do grupo ''Naturezas.com''.
O despertar às 6 da matina, o ponto de encontro às 7 e a chegada ao local de início de caminhada - freguesia de Aboim da Nóbrega - lugar de PÓVOA DURA junto à capela de S. Sebastião.
Sete caminheiros, partiram encosta acima para os lados de Bezeguimbra, uma subida daquelas de fazer suar as estopinhas, pois, passamos da cota dos 400 mts para a de 775 mts altitude.
                            Entrada para a capela S.Sebastião
Ao meio-dia e meia já fazíamos um pequeno repouso no ''alto de santo António'' em Mixões da Serra, local conhecido por no mês de Junho de cada ano juntar os animais das terras vizinhas, para a ''benção''!!!
a igreja de Mixões da Serra
Iniciamos o regresso que teve como facto interessante, o ''bom tempo'' registado em toda a caminhada, ou melhor, ausência de chuva e vento. Nuvens cor cinza claro e escuras... a temperatura amêna. Muitos ribeiros para passar e zonas verdes inundadas e algo pântanosas... nada que não se ultrapassasse. 
Por entre as encostas passamos por grandes zonas verdejantes, cultiváveis, que, combinadas simultaneamente com zonas florestais e superfícies rochosas, impõem à paisagem um aspecto de beleza singular. 
Passamos por alvéolos e vales  ocupados pela actividade agrícola havendo mesmo no fundo veigas de tamanho considerável, contrastando com as leiras e as nesgas de terra que ocupam as zonas inclinadas  de socalcos que testemunham a luta desde tempos remotos pela ocupação da terra, proporcionando à paisagem um aspecto inconfundível.  
Nos terrenos não cultiváveis,  passamos por muitos carvalhos e  castanheiros, bem como,  pinheiros e eucaliptos. 
Cruzamos também grandes giestais e matagais onde se desenvolvem inúmeras e variadas espécies animais selvagens, tornando Aboim da Nóbrega um local óptimo para a prática da caça. Entre essas espécies, encontram-se algumas em vias de extinção, como por exemplo a Geneta.
Nos lugarejos, encontramos disseminado pela paisagem , as casas quase encobertas pelas ramadas, espigueiros e medas de palha, onde pudemos apreciar junto aos terrenos circundantes plantações hortícolas e animais a alimentarem-se - galináceos, ovelhas, vacas - servindo para posterior consumo dos proprietários. 
Às 3 da tarde chegava-mos, e à falta de Restaurante disponível nas proximidades, lá voltamos ao simpático ''NOVAS PONTES'' no Lugar da Igreja em Entre-Ambos os Rios na Ponte da Barca.
Uma vez mais, um dia bem passado por entre a NATUREZA.

Aboim da Nóbrega, uma das mais genuínas aldeias do interior Minhoto, localidade onde a tradição dos Lenços de Namorados tem grande expressão. No Concelho de Vila Verde, situando-se nas Encostas de Mixões da Serra, junto ao Parque Nacional Peneda-Gerês.
Faz fronteira com o concelho de Ponte da Barca, bem no coração do Minho. Primeiro, porque se situa na fronteira do baixo com o alto Minho. Depois, por um lado, dista aproximadamente 45 Km da Costa Norte Atlântica (Viana do Castelo) - não ficando, portanto, muito longe das praias; por outro lado, situa-se no Centro Rural de Mixões da Serra junto ao Parque Nacional Peneda-Gerês, importante local de turismo e de descanso; e, finalmente, é curta a distância a Ponte da Barca (13 Km), Vila Verde (13 Km), Arcos de Valdevez (17 Km), Amares (19 Km), Terras de Bouro (22 Km), Braga (24 Km) e Ponte de Lima (30 Km).

Enviar um comentário