De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) - África - -Angola - São Tomé e Príncipe (S. Tomé +Ilha Príncipe + Ilhéu das Rolas) - Ilhas - Madeira + Porto Santo + Açores (S.Miguel+Terceira+Pico)

quarta-feira, fevereiro 19, 2020

Crónica de Autocaravanista Itinerante - Vamos à Festa dos Tabuleiros a Tomar - Parte III

Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 13 - Vamos à Festa - 11jul19.
VILA DE REI - Praia Fluvial de PENEDO FURADO - Praia Fluvial de ALDEIA DO MATO - Martinchel - Barragem do Castelo de Bode - Torres Novas - Entroncamento - Minde - PORTO DE MÓS














































Mais um dia que nasce quente. A saída ocorreu após uma visita ao pequeno Mercado Municipal.
Avançamos então para o Penedo Furado onde a piscina natural nos pareceu menos elaborada mas com água corrente visível.
Dei a corda às sapatilhas e atravessei o novo passadiço que nos leva a umas cascatas.
Os meus Amigos acompanharam-me à primeira mas de chinelinho nos pés vi logo que não iriam longe. Subi o alcantilado e escarpado monte até à segunda cascata.
Nada de monumentais mas aproveitadas para no sopé algumas pessoas se deliciarem com um fresco e apetecível banho neste dia de canícula.
As nossas meninas ficaram cá no alto pois os muitos automóveis enchiam os pequenos espaços próximos do rio.
Almoçamos no local e prosseguimos.
Os 2 Artur's decidiram voltar atrás por Vila de Rei mas para não repetir percursos, meti-me na sinuosa estrada com o ar condicionado a atenuar o incómodo e acabei por desviar para conhecer mais uma Praia Fluvial nas águas da Barragem do Castelo de Bode a uns 10 kms a norte de Constância. Espaço generoso e interessante para pernoita próximo da Aldeia do Mato.
Como havia combinado juntar-me aos meus vizinhos de Braga, rumei a Porto de Mós onde pernoitaremos.
Percorridos: 601 Kms ( Dia 103 Kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 14 - Vamos à Festa - 12jul19.
PORTO DE MÓS - ALCOBAÇA


















O calor já partiu.
Percorremos a curta distância até Alcobaça onde ficamos no antigo camping, agora muito arejado e arborizado e com eletricidade a custo zero - um luxo -.
O Artur de Turquel compareceu no local e levou-nos a almoçar aqui nas redondezas.
A voltinha à terra já bem conhecida e a revisita da igreja do Mosteiro.
A chuva foi-se fazendo sentir tímidamente arrefecendo a temperatura.
ASA Alcobaça: N 39º 33' 10.3'' O 008º 58' 41.1''
Percorridos: 619 Kms ( Dia 18 Kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 15 - Vamos à Festa - 13jul19.
ALCOBAÇA
A manhã foi passada no grande Mercado da terra onde os produtos da terra predominavam - fruta e legumes - e também o peixe da Nazeré e arredores.
Numa tarde mais quentinha e com poucas núvens, sentamo-nos na esplanada de café lateral ao Mosteiro.







Ali permanecemos umas boas duas horas pois os concertos de música oriunda de instrumentos de sopro e outros oferecidos por gente jovem da terra nos enterneceram e deliciaram.
Um dia a contento.





Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 16 - Vamos à Festa - 14jul19.
ALCOBAÇA - CALDAS DA RAÍNHA ( A Odisseia Autocaravanista )
Pela manhã ainda sentimos o miolo da terra. Gente pouca salvo a dos grupos que saíam de autocarros de turismo.
Findo o almoço, com o céu 'embrulhado' em nuvens titubeamos na decisão do destino para onde ir.
Uma das enormes vantagens do autocaravanismo itinerante.
O destino escolhido, será a terra de Bordalo Pinheiro.
A chegada sentimos uma enorme adrenalida (impensável para quem não sonha o que é esta vida...) enquanto eu havia inserido o Parque contíguo à PSP, o Artur havia outro local só que o seu Gps apontou para o contornar de 4 esquinas que teriam merecido um filme, acontece que quando estamos metidos em maus lençóis nem a 'foto do momento' nos ocorre... com muita calma e um encolher de retrovisores, lá nos passaram os calores.























O revisitar do Parque da Cidade (que conheci fez em janeiro 50 anos aquando do serviço militar e a ida às compras à loja da Fábrica de Bordalo Pinheiro.
Em tarde de domingo, foi fácil o estacionamento pois segundo nos disseram, durante a semana, apenas ao anoitecer surgiriam lugares com facilidade.
Percorridos: 650 ( Dia 31 Kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 17 - Vamos à Festa - 15jul19 - 
CALDAS DA RAÍNHA - Nazaré - São Pedro de Moel - PRAIA DA VIEIRA
O tempo não ajuda à tomada de decisões quanto ao rumo a tomar. Depois de uma noite calma o amanhecer voltou ao cinza sem sol muito embora a chuva não tenha caído.
Com a temperatura a descer, mais umas voltas no centro da cidade onde diariamente se realiza a feirinha de frutas e legumes.
Almoço a bordo e a decisão comum de avançarmos a norte mas à beira mar.
Ficaremos na praia que foi minha na infância onde me deliciava com a chegada dos barcos da pesca e o arrasto das redes pejadas de peixe por uma junta de bois e com a ajuda dos 'populares'. Era assim a 'Arte Xávega' sendo que agora são os mecânicos tractores a fazer o serviço.
Por aqui, junto à foz do Rio Lis





















Percorridos: 719 Kms ( Dia 69 Kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 18 - Vamos à Festa - 16jul19 - 
PRAIA DA VIEIRA (Vieira de Leiria) - Praia do Pedrogão - PRAIA DA VIEIRA
Jamais o tempo nos agrada em pleno. Ora era o calor, ora a chuva e agora o vento e nevoeiro cerrado.
As crianças de colégios lá iam palrando alegremente na praia em dia de nevoeiro. À tarde umas melhorias e seria também a vez dos idosos sedentos de sol.
O meio envolvente é de 'aldeia' com gentes simples vindas de outras bandas.
Arranquei à praia vizinha de Pedrogão para revisitar Amigos de longa data que ficam para toda uma vida. Obrigado Dina e família pela sempre simpática e Amiga receção.
Voltei à Praia da Vieira para pernoita junto dos meus companheiros de viagem.













Percorridos: 730 Kms ( Dia 11 Kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 19 - Vamos à Festa - 17jul19 - 
PRAIA DA VIEIRA (Vieira de Leiria) - Pedrogão - Praia da COSTA DE LAVOS
O nevoeiro de véspera manteve-se. Ainda pensamos passar por cá mais um dia mas a decisão acabaria por ser a de avançarmos um pouco mais a norte.
O percurso com a mesma paisagem desoladora com o pinhal destruído e os madeireiros a levarem os troncos mais carnudos.
O azimute escolhido seria uma praia também ela mantendo a tradição de pesca (Arte Xávega) e que sempre nos vai acolhendo com simpatia.














Não resistimos em almoçar no ''A brasa da Costa'' onde o prato do dia bem confecionado compreende tudo até ao café...
A praia, uma tristeza uma vez mais pois o vento incomodava.
Percorridos: 784 Kms ( Dia 54 Kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 20 - Vamos à Festa - 18jul19 -
 Praia da COSTA DE LAVOS - Figueira da Foz - Aveiro - Angeja - CAIS DO BICO (Murtosa)
Ao amanhecer depois de uma noite de nevoeiro, nada fazia prever que o frigorífico me tiraria do sério.
É dos acontecimentos que considero mais irritantes. Ponderei ir a Braga à 'Jatap' para providenciar a sua reparação.
Deixei os meus Amigos a fruir o dia que entretanto prometia sol e abalei em direção a Angeja à 'Albicampo'.
Antes porem parei em Ílhavo ao ,lado do Museu que ando há tempos para visitar, ali almocei, mas ainda não será desta feita que faço a visita.
Na Albicampo, como por norma funcionam por marcações, após a substituição 'do queimador'/injetor, aproveitei para que me instalassem um ventilador para ver se o sistema se torna mais eficaz. Foi quase uma tarde 'perdida' mesmo se o serviço, como sempre prima pelo profissionalismo.















Onde ficar? Voltar para Aveiro onde os meus parceiros chegarão amanhã?
Pensando melhor, encostei a um dos locais que ainda que muitas vezes visitado, nunca me cansa - O Cais do Bico - numa bela margem da Ria de Aveiro (lado norte).
Certamente que o sossego noturno me alegrará o sono.
Percorridos: 889 Kms ( Dia 105 Kms )
Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 21 - Vamos à Festa - 19jul19 - 

CAIS DO BICO (Murtosa) - Estarreja - Praia de CANIDELO (Gaia) - Praia da Sereia
A meio da tarde regressei no intuito de vir a ficar na Afurada.
Tive de mudar de ideias pois a 4 Kms as filas eram enormes. Vim a saber que se realiza algo Festivaleiro.
Nem foi tarde nem cedo, encostei num parque junto à Praia da Sereia defronte do Café/Bar ''Grão de Areia'' e ainda que a 4 kms do Evento, o estacionamento esgotou nestas bandas.












Esperemos que não cheguem tarde da borga e me acordem.
Percorridos: 948 Kms ( Dia 59 Kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 22 - o REGRESSO da Festa - 20jul19 - 
Praia da Sereia (Salgueiros/Gaia) - Braga - Vila Verde - Freixo (P Lima) - Praia da AGUÇADOURA ( P. de Varzim)
Durante a noite quase não ouvi a vizinhança zarpar vindos do 'Festival' da Afurada.
Após o pequeno almoço rumei a Braga indo a casa só e apenas para um melhor e mais apetecível duche.
Passei no Restaurante onde adquiri uma dose de bacalhau à Brás e segui.
Almoço em sombra aprazível na freguesia de MATO (Ponte de Lima) e após visita a Lar onde se encontra pessoa Amiga rumamos à Praia preferida nos meses de julho/agosto onde tenho sempre espaço sobre o mar.




















O mar aqui faz-se sentir e à chegada o cheiro ativo a maresia vinda do sargaço fazia-se sentir.
Mais logo, teremos um bonito pôr-de-sol certamente.
Percorridos: 1.092 Kms ( Dia: 144 Kms )

Crónica de Autocaravanista Itinerante - Dia 23 - o REGRESSO da Festa - 21jul19 -
 Praia da AGUÇADOURA ( P. de Varzim) - BRAGA
Haverá pessoas que não imaginam o prazer que me dá, escutar ao adormecer os sons ou ruídos monocórdicos da ondulação do oceano. Aconteceu uma vez mais esta noite.
Pela manhã, o ribombar do foguetório na festa da Aguçadoura, acordou-me abruptamente.
Os caminheiros a caminho de São Tiago de Compostela, passavam a bom ritmo em grupos de dois.
A praia com o vento que regressou fazia-se mas sem ida ao banho mesmo se a temperatura da água estaria boa pois a ondulação voltou a comandar a inibição.
Terminamos os 23 dias 'consumidos' na ida à Festa dos Tabuleiros, luxo a que poucos podem ter acesso já que esta itinerância não seduz muita gente.












Neste final de digressão, o meu lamento pelas notícias que assolaram ontem e hoje toda a Região de Vila de Rei por onde passei alguns dos dias deste périplo. Comentei na altura, presenciar que ao longo das estradas e locais percorridos de constatar que os eucaliptais e outros que tais continuavam a proliferar prevendo que mais dia menos dia tal calamidade voltaria a acontecer. Ao passar numa 'Base' dos Gips da GNR este cenário coexistia em redor da pista de helicópteros e das suas instalações, não queria acreditar. Certamente que existem interesses que inibem a atuação das autoridades ora por compadrios, ora por desconhecerem os proprietários dos terrenos ou ainda incompetências várias de quem compete a fiscalização.
23 dias agradáveis e saudáveis.
Percorridos: 1.136 Kms ( Dia 44 Kms )